Arbitragem, no mercado financeiro e em Economia, entende-se por uma operação de compra e venda de valores negociáveis, realizada com o objetivo de ganhos econômicos sobre a diferença de preços existente, para um mesmo ativo, entre dois mercados.

Como funciona o Mercado de Arbitragem

Em uma negociação no mercado de arbitragem, um arbitrador venderia em baixa o preço mais alto e compraria o preço mais baixo. O lucro é o spread entre os dois ativos.

A prática de arbitragem baseia-se no pressuposto de que um ativo que é negociado em todo o mundo tem preços diferentes em diferentes mercados.

Ou seja, a mesma ação pode ter um valor de mercado na Europa diferente do seu valor na Bolsa de Nova York (NYSE).

Em teoria, os preços para o mesmo ativo em ambas as bolsas devem ser iguais em todos os momentos, mas as oportunidades de arbitragem de mercado surgem quando não são.

A arbitragem é uma atividade sem risco, porque os traders estão simplesmente comprando e vendendo quantidades iguais do mesmo ativo ao mesmo tempo. Por essa razão, a arbitragem é freqüentemente chamada de “lucro sem risco”.

Por exemplo, se as ações da empresa ABC forem negociadas a US$ 5 por ação na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE) e o equivalente a US$ 5,05 na Bolsa de Valores de Londres (LSE), um arbitrador comprará as ações por US$ 5 na NYSE e as venderá em a LSE por US$ 5,05 e embolsa a diferença de US$ 0,05 por ação.

A Prática de Negociação no Mercado de Arbitragem

Apesar da caracterização popular como “lucro sem risco”, há um grande risco de que o preço de um título no mercado de compensação possa aumentar inesperadamente e resultar em uma perda para um arbitrador.

Em teoria, as oportunidades de arbitragem são de curta duração porque os preços de títulos se ajustam de acordo com as forças da oferta e da demanda.

Lucrar com oportunidades no mercado de arbitragem requer um capital significativo, razão pela qual os investidores institucionais e os fundos de hedge são os únicos capazes de lucrar com oportunidades no mercado de arbitragem.

Spreads entre títulos com preços desiguais geralmente são apenas alguns centavos.

O que é Arbitragem de Bitcoin?

No caso dos Bitcoins, os procedimentos de arbitragem também acontecem dessa forma. Dependendo da exchange, também conhecida como corretora ou casa de câmbio, o valor das moedas virtuais varia. Por isso, é possível trabalhar para transformar essa diferença em lucro.

Se um investidor percebe que um 1 BTC custa R$ 39.000,00 na corretora A e R$ 40.000,00 na corretora B, há chance de ele conseguir um lucro bom ao comprar ativos de uma e vender para a outra.

É importante observar as taxas que as corretoras cobram para não ter prejuízos na transação.

Fonte:
INVESTOPEDIA

Deixe seu comentário